CONTÍNUO, DEVIR... | 10Jun2007 01:00:00

Publicado por:





CONTÍNUO, DEVIR...
SER-PARA-A-MORTE.
LONGE DISTA PERTO

Ó DINAMISMO ABERRANTE,
PÁRA ESTATICIDADE...

QUERO UM TRAGO
QUE TRAGA O QUE TRAGO,
QUE TENHA O QUE TENHO,
QUE ME BEBA INTEIRINHO.




O homem enfrenta a morte como fatalidade e então procura uma réstia de felicidade ... algo como morrer feliz.

Partilhar:

Artigos Relacionados

Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Da poesia
Poetas-2
Últimas Galeria
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional