SONETO DE AMOR | 12Jun2007 01:00:00

Publicado por:



NA HORA DE LANCHAR ATRAQUEI
METI A MÃO NO CESTO...(VIOLAÇÃO)
E DUAS TRISTES PALAVRAS TIREI:
O ELE E O ELA QUE POISEI NO CHÃO.

MISTURARAM-SE OS DOIS,
UM NO OUTRO DAVAM NÓ
PARA UM POUCO DEPOIS,
UM E OUTRO SER UM SÓ.

O AMOR MISTURADO NA AREIA
E MOVEDIÇO ATÉ Á EXAUSTÃO
NEGAVA O MITO DA RAZÃO.

ESTAVAS EMBRULHADA NUMA TEIA
DE LUA CHEIA MOLHADA
Ó MINHA MARMELADA!!...

A viagem continua. Invocação das tágides numa ode ao amor



Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Da poesia
Poetas-2
Últimas Galeria
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional