É | 12Dez2007 21:20:00

Publicado por:
É

Ó NOITE DE TEMPESTADE
LEVA-ME NA BRUMA DOS TEUS TROVÕES,
E QUE O RAIO FLAMEJANTE
ME ACOLHA SOFREGAMENTE.

LEVA-ME PARA ALÉM DOS TEUS LIMITES;
TRANSFORMA O TEU SILÊNCIO
NAQUELA MELODIA QUE BUSCO.

INVOCO-TE ASTRO NOCTURNO;
Ó ESTRELA DAS TREVAS E DOS LUARES RISONHOS,
QUE QUERES MAIS QUE EU QUEIRA
SE O MEU QUERER É QUERER-TE.

SINTO-ME ABANDONADO
E NEM SOLIDÃO POSSUO.

ESTA INGLORIOSA E SUBLIME NOSTALGIA
LEVOU-ME A TI
E EM TI NÃO ME ENCONTRO.

NARRO-TE ENTÃO UM HINO QUE TE CANTO
EM NOME DA MINHA FINITUDE
NÃO ME QUERO HERÓI
QUERO-ME COBARDEMENTE QUERIDO.

NOITE DE BRUMA
LEVA-ME NA TEMPESTADE DOS TEUS TROVÕES
QUE MAIS QUERES QUE EU QUEIRA
SE O MEU QUERER JÁ TE QUER!!


O homem antes de ser o ente do ser é o ser do-ente


Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Da poesia
Poetas-2
Últimas Galeria
©2017, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional