DO-ENTE | 12Dez2007 21:30:00

Publicado por:
DO-ENTE

ESCREVO A ÚLTIMA PALAVRA
E ABANDONO DERROTADO A VONTADE
DE PROCURAR NO MEU INTÍMO
O MEU ÚLTIMO SIGNIFICADO.

DESILUDIDO DESISTO
E COM ISTO ESVAI-SE
A PROCURA
DO MEU ÚLTIMO DOM.

NEM UM SÓ GRITO
ME QUER LIBERTAR UM POUCO MAIS;
QUANDO ME DERAM A ESCOLHA,
ESCOLHI NUNCA MAIS ESCOLHER.

FIQUEI SOZINHO, QUASE ABANDONADO,
E AO CAMINHO FUGI PERDIDO;
NÃO PAIRAVA EM LADO ALGUM,
NEM EU NEM SOMBRA POSSÍVEL.

CHORAR - OH QUE LAMENTO INÚTIL!
RIR - QUE INUTILIDADE VÃ!

AGARRADO AO SOFRIMENTO
SIGO ATÉ AO LIMITE
ATÉ CHEGAR A ESTA DÓ SENSAÇÃO
DE EU SER
O INTIMO DO MEU INTIMO.


O homem antes de ser o ente do ser é o ser do-ente


Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Da poesia
Poetas-2
Últimas Galeria
©2017, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional