SECURA | 14Jun2007 13:30:00

Publicado por:
SECOU A GARGANTA...
OS PÂNTANOS NÃO VERTEM LÁGRIMAS.

Ó SUBLIME MANEIRA DE INVOCAR
A NOITE,
MÃE DE TODOS OS DISPARATES
E FILHA DESTA ENORME SENSIBILIDADE
QUE DIZER MAIS,
SE A CINZA DO PENSAMENTO,
SE ESGOTOU NAS FADIGAS;
SE AS POEIRAS DO PENSAR
SÓ LIBERTAM,
GRITOS DE ÓDIO
E DE LOUCURA??!



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (943)

TODAS AS COISAS | 14Jun2007 13:20:00

Publicado por:





TODAS AS COISAS
QUE É AQUILO QUE ME CONTAM,
ESTÃO GUARDADAS NO MISTÉRIO
DAS PALAVRAS COM QUE BRINCO.

PALAVRA?
RUDE E VISCOSA MANEIRA DE VOAR;
ALMA DO PENSAMENTO
QUE PENSA A ALMA PELA PALAVRA...
ABANDONA-ME!!:..

E DEPOIS DE CANTAR O ADEUS,
P´LA POESIA EM TOM DIVINO,
DESPEÇO-ME DE THEOS - O DEUS
E TOCO O SINO DO MEU HINO.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (963)

FOGO | 14Jun2007 13:10:00

Publicado por:
HÁ FOGO!
RUGEM SINETAS SIRENENTAS
ABRUPTAM-SE AS ALMAS
E NOS SONHOS NEGA-SE PROMETEU.

ESQUECEM-SE OS DEUSES
POIS SÓ OS ENTES HUMANOS
CONTAM;

NESSES INSTANTES,
(EM QUE TUDO ARDE)
RUGEM SINETAS SIRENENTAS
QUE NA ALMA TOCAM
O SINO DO SEU ACORDAR...

O HOMEM DESPERTO
COGITA:
AH! FOGO!!



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (856)

MARINHEIRO | 13Jun2007 21:00:00

Publicado por:





... E UM MARINHEIRO
ENTRE GRITOS, BERROS E TOSSES RESSEQUIDAS,
DISSE:

SAI
PARTE AMARRAS
KK
NÃO SEJAS LOUCO!?
( MAS XXXXXXX IN-PRUDENTE ).
E ABRE AS FRONTEIRAS
DA IMEN(SIDA)O DO ESPAÇO
SEM BARREIRAS.
E LÁ LONGE
VERÁS A XXXXXXXX
DO TEU PRÓPRIO $ÊR.

JOÃO MANUEL


( PRIMEIRO MARINHEIRO E MEIO
AO SERVIÇO DESTA VIAGEM;
QUE NO BARCO SE FEZ PAGEM;
O PAGEM QUE AQUI NÃO VEIO ).



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (865)

CÚ-TREMIDO | 13Jun2007 20:00:00

Publicado por:





MOTE

VAI BARQUINHO A NAVEGAR;
EM RUMO AO DESCONHECIDO;
PELO MEDO E TERROR A PASSAR;
VAI BARQUINHO DE CÚ-TREMIDO.

GLOSAS

VIAGENS. ÓPIOS NO VINHO..
BEBEDEIRA, NUA, CRUA, SEM FIM;
DOR SÓ DOR. A VIDA É ASSIM!
É ESTE O NOSSO CAMINHO?!.
QUERO OUTRO QUE NÃO SEJA ESTE,
MAIS A ESTE E MAIS A OESTE;
OUTRO QUE TENHA NADA P`RA DAR...
VAI BARQUINHO A NAVEGAR.

LEVA-ME PARA LONGE DOS AIS,
QUE A VIDA PELA DOR ME DÁ;
LEVA-ME PARA O LADO DE LÁ;
FAZ-ME APORTAR NOUTRO CAIS;
QUERO POR ANCORA NESSE PORTO,
TANTO VIVO COMO MORTO...
LEVA-ME BARQUINHO QUERIDO
EM RUMO AO DESCONHECIDO.

DIZEM QUE HÁ TANTO P`RA FAZER,
QUE TUDO DÃO E NADA OFERECEM;
QUE MUITAS TEIAS POR AI SE TECEM,
E QUE MUITO HÁ PARA VER:
MAS NEM O MISTÉRIO DO CONHECIDO,
NEM O OUTRO QUE S`TÁ ESCONDIDO
ME FAZEM NESTE PORTO ATRACAR,
POR MEDO E TERROR A PASSAR.

DECIDIDO CORRO PARA A AVENTURA,
MERCÊ DOS DESÍGNIOS DA SORTE,
PELA RUA DA VIDA E DA MORTE,
SEM SABER QUAL A MAIS DURA;
SENDO UM HOMEM NÃO HERÓI,
E POR TUDO, TUDO QUE ME CORRÓI,
DIGO- COM AR DE HERÓI ATREVIDO:
VAI BARQUINHO DE CÚ-TREMIDO.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (961)

GIGANTES | 12Jun2007 13:00:00

Publicado por:





MOTE

VEJO GIGANTES ENFADONHOS;
SERES QUE P´RA VIDA TRAGO ...
QUE LANÇO NOS MEUS SONHOS,
PARA O LADO ONDE NAUFRAGO,


GLOSAS

NA NOITE POSSUÍDA POR TROVÕES,
OUÇO VOZES E GRITOS MEDONHOS,
E NO ESCURO APAGADO POR CLARÕES,
VEJO GIGANTES ENFADONHOS.

E NO SONHAR DE GIGANTES POSSUO,
SERES QUE NO MEU SER EMBARGO;
E NA MINHA ILUSÃO CONSTRUO,
SERES QUE P`RA VIDA TRAGO.

NA MARÉ VIVA CAIEM AFLITOS,
HOMENS OUTRORA RISONHOS;
AGARRO-ME IMPUNE AOS SEUS GRITOS,
QUE LANÇO NOS MEUS SONHOS.

NAUFRAGO DE ONDAS BRAVAS E MAR,
AINDA TEU PEITO AGORA AFAGO,
P´RA QUE POSSAS NAUFRAGAR,
PARA O LADO ONDE NAUFRAGO.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (774)

CONTEMPLO | 12Jun2007 13:00:00

Publicado por:
CONTEMPLO A HISTÓRIA DAS NAUS,
DOS MARES E DAS MARÉS,
ONDE NAVEGAM HERÓIS;
EM CASCAS DAS NOZES DO MEDO.

SONHO COM SERES GIGANTES;
UNS BONS E OUTROS MAUS;
E NESSA HISTÓRIA DO ANTES,
CONTEMPLO A HISTÓRIA DAS NAUS.

DIZEM-ME QUE SOU O ETERNO,
VIAJANTE SER DO CONVÉS,
DO BARCO QUE NAVEGA O INFERNO
DOS MARES E DAS MARÉS.

TENHO NO PEITO O QUE TRAGO;
ESTRELAS QUE SÃO OS SÓIS!...
SONOLENTO VOU E NAUFRAGO,
ONDE NAVEGAM HERÓIS.

NAVEGANTE QUE NAVEGA EM ÁGUAS,
DE CONTOS DE FADA SEM ENREDO;
SOLTA NO SONHO AS MÁGOAS,
EM CASCAS DE NOZES DO MEDO.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (783)

SONETO DE AMOR | 12Jun2007 01:00:00

Publicado por:



NA HORA DE LANCHAR ATRAQUEI
METI A MÃO NO CESTO...(VIOLAÇÃO)
E DUAS TRISTES PALAVRAS TIREI:
O ELE E O ELA QUE POISEI NO CHÃO.

MISTURARAM-SE OS DOIS,
UM NO OUTRO DAVAM NÓ
PARA UM POUCO DEPOIS,
UM E OUTRO SER UM SÓ.

O AMOR MISTURADO NA AREIA
E MOVEDIÇO ATÉ Á EXAUSTÃO
NEGAVA O MITO DA RAZÃO.

ESTAVAS EMBRULHADA NUMA TEIA
DE LUA CHEIA MOLHADA
Ó MINHA MARMELADA!!...

A viagem continua. Invocação das tágides numa ode ao amor




Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (716)

SOLIDÃO | 11Jun2007 01:10:00

Publicado por:





QUANDO PENSO NA SOLIDÃO
ELA VOLTA-SE PARA MIM
SÓ PARA ME DIZER:
-NÃO S´TÁS SÓ.


RI-O (.) (.)
DE FORA PARA DENTRO,
LÁ PARA O FUNDO;
TÃO FUNDO QUE ÁS VEZES
MAGOO-A ...

DOU-LHE UM TOQUE,
UMA PANCADA SECA,
E ACERTO-LHE SEMPRE
NO AI QUE DIGO
PARA NÃO A PENSAR MAL.

A SOLIDÃO NÃO É MEDO...
É VIOLETA, É AZUL...
SOLIDÃO É A IMENSIDÃO DO SÓ
...AQUILO QUE SOMOS
E NOS FAZ DIZER: EU.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (723)

POEMA EM BRANCO | 11Jun2007 01:00:00

Publicado por:
.















.....................................................................................................................................................................................................................................................................................

sim. é isso mesmo um poema em branco. A Rodinha26. fragmentos de um sonho - OX PÓ, foi escrita faz 20 e Halley anos e durante tanto tempo as folhas singelas onde foram escritas foram andando de maço para cabaço. Perdida a página 16 obriga-me a que publique um poema em branco. Quero a vossa ajuda para encontrar esse poema perdido, e por isso peço-vos que me deixem aqui um poema, nem que seja somente um SE ou um É.

Por diversas vezes pensei juntar uns trocos e editar em "livro" esses fragmentos de um sonho. É um punhado de escritos, que por serem meio obtusos dizem-se poemas. Tinha como intenção nessa página escrever um poema/dedicatória para cada amigo a quem oferecesse o dito-cujo. Tenho comentado a malta, e dentro do possível em "poesia". Prometo que não vos "reclamarei" mais nada, mas por favor, estou a falar para poetas ... na humanidade tão desumanizada ...eis a última esperança: vós.



Ler mais | Comentários (2) | Visualizações (1021)

CONTÍNUO, DEVIR... | 10Jun2007 01:00:00

Publicado por:





CONTÍNUO, DEVIR...
SER-PARA-A-MORTE.
LONGE DISTA PERTO

Ó DINAMISMO ABERRANTE,
PÁRA ESTATICIDADE...

QUERO UM TRAGO
QUE TRAGA O QUE TRAGO,
QUE TENHA O QUE TENHO,
QUE ME BEBA INTEIRINHO.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (800)

AMARGURA | 08Jun2007 23:00:00

Publicado por:




AMARGURA
OH SITUAÇÃO DO PORQUÊ?

LEVIANDADE, ASNEIRA...

HOMENS REVOLTADOS SEM EIRA NEM BEIRA.

AMARGURADO É O SER,
AQUELE QUE AQUI NOS PLANTOU
E NOS ABANDONOU ÁS INTEMPÉRIES
DA SOLIDÃO, DO VAZIO
E AO NOJO DAS COISAS FEITAS,
ACABADAS!


...


Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1043)

ESTE SONHO | 08Jun2007 22:50:00

Publicado por:





ESTE SONHO QUE OUVI
NÃO É A HISTÓRIA DO VIVER,
NEM DO SONO
QUE SE VIVE QUANDO DORME.



É UMA COISA
QUE SE APALPA POR SER A COISA
QUE A COISA NÃO TEM....
É ACORDAR,
ACORDAR PORQUE DORMINDO
PERDEM-SE OS OLHOS
EM VAGOS OLHARES.

Ó INCOLOR COR DA COR...
COR DO ÓDIO EM TRAGOS DE VINHO
ESVAI-TE NESTE ALEGORIZANTE FUMINHO
ACTO DE SANGUE E TRIPAS, PELE E DOR.

...



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (736)

ESTA GAIOLA | 08Jun2007 22:50:00

Publicado por:





ESTA GAIOLA
É A MINHA DIVINA CONDIÇÃO
QUE ALBERGA UM PASSARINHO ESCONDIDO
NO SONHO DO MEU SONHO.


...



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (717)

QUANDO | 08Jun2007 02:00:00

Publicado por:





QUANDO ELE BATE A ASA
SINTO ARREPIOS DE MIL TROVÕES
DO ESTAR SÓ NESTA CASA
QUE É UM NINHO DE SENSAÇÕES.

SOZINHO ESTOU NO ABRIGO
NUMA FOGUEIRA QUE ME ABRASA
ESTOU COM ELE ESTOU COMIGO
QUANDO ELE BATE A ASA.

MERGULHO PARA ALÉM DO DISTANTE
PARA O MUNDO DAS ILUSÕES
E NA NÁUSEA DESSE INSTANTE
SINTO ARREPIOS DE MIL TROVÕES.

INVOCO A TERRIFICA SOLIDÃO
QUE NA SUA FRIEZA ME ARRASA
SÓ NA SUPREMA VIL NEGAÇÃO
DO ESTAR SÓ NESTA CASA.

PASSARINHO LINDO E ENDIABRADO
DIVINO PELOS LIMITES DESTAS EMOÇÕES
ABRIGA-TE NESTE TERNO RECADO
QUE É UM NINHO DE SENSAÇÕES.

...



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (875)

TOCA-ME | 08Jun2007 01:50:00

Publicado por:





TOCA-ME SEMPRE COM O BICO
NO CORPO DAS MINHAS CÓCEGAS,
E NOS CANTOS DA MINHA BOCA
DESENHA-SE UM SORRISO.

O MUNDO CAI TÃO PERTO,
DESSE ABERTO SORRIR,
QUE É UM PEITO ABERTO
SEM NADA O ABRIR.


...


Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1179)

PRISIONEIROS | 06Jun2007 19:00:00

Publicado por:





ERAM PRISIONEIROS,
NÃO COMO AQUELES DAS GRADES
NEM COMO PRESA DE GARRAS AVES
ESTAVAM SÓ PRESOS Á SORTE
QUE A SORTE TEM.

E QUANDO A TEMPESTADE LEVANTAVA,
NO LEVANTE EM SEUS PEITOS GRAVADO
SOPRAVA UMA AGONIA,
UMA AGONIA DE DESILUSÃO.
FALAVAM DO LIXO, DA PODRIDÃO
DO ÚLTIMO MOMENTO QUE HÃ
NO HAVER TRISTE ILUSÃO
NO DEPOIS DO AMANHÃ.

E UNIDOS PELO ETERNO INSTANTE
DE QUEM TRAGA NO MESMO PRATO,
RIAM PARA ALÉM DO ADIANTE
PARA DENTRO DO IMEDIATO.


...


Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1317)

ERA UMA VEZ | 06Jun2007 18:30:00

Publicado por:





CERTO DIA,
ELE CONTOU-ME UMA HISTÓRIA
E DE TUDO O QUE OUVI
NÃO PERCEBI O “ERA UMA VEZ...

...UM SONHO QUE SE AFASTOU
PARA MUITO LONGE DE SI
TÃO LONGE,
TÃO LONGE QUE ATÉ SE ESQUECEU
QUE UMA VEZ ERA UM SONHO.

AO JEITO DELE ERAM DOIS MENINOS
DOIS MENINOS BRINCALHÕES
QUE POR SEREM TÃO MENINOS
UM ERA UM PASSARINHO
E O OUTRO UMA GAIOLA.

ERAM FILHOS DA CRIAÇÃO
SOMENTE PORQUE ERAM FILHOS
DESTE MUNDO E DESTE NÃO
DA VIDA  DESTES TRILHOS!

O PASSARINHO QUE ERA O MAIS TRISTE
CHORAVA A DOR DA GAIOLA
COMO QUEM DÁ
UMA DOR Á DOR.


...




Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1092)

A CANTIGA | 04Jun2007 17:20:00

Publicado por:





A CANTIGA QUE DIZ A SAUDADE
ANTIGA E ANCESTRALMENTE VEM
TRAZ O TEMPO DA IDADE
DA IDADE QUE O TEMPO TEM.

LÁ NO CENTRO, NO EXTREMO
LITORAL-SUL DO NOSSO CENTRO
ESTÁ UM PONTO TÃO PEQUENO
QE SÓ TEM NADA DENTRO.

AÍ, NESSA BRINCADEIRA CIGANA
TENHO UM SER ESCONDIDO
UM SER DEUS QUE É BANDIDO
PORQUE NÃO SABE...SÓ AMA.

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1117)

SUBLIME | 31Mai2007 22:50:00

Publicado por:



SUBLIME MELODIA
DAS PALAVRAS ESTUFADAS
E QUE EM SONS SE ALBERGAM

FUGISTE AO DIA
E POR ENTRE NOITADAS
AS NOITES SE NEGAM.

PENSAR O INTIMO PELO INTIMO
É ESTAR SOZINHO
COMO SE SOZINHO FOSSE
SÓ O  NOSSO ÍNTIMO.

A MÚSICA SÃO RESÍDUOS E CINZAS
DAS POEIRAS QUE O PENSAMENTO LIBERTA
E A LETRA É UM DIZER SUAVE
QUE NOS CANTA A NOSSA BOCA.

PENSAMENTO ABSOLUTO
É NÃO PODER PENSAR
ABSOLUTAMENTE NADA
COMO ABSOLUTO.



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1287)

21 a 40 de 43 Primeiro | Anterior | Seguinte | Último |
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Da poesia
Poetas-2
Últimas Galeria
©2017, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional